VILA NOVA VENCE

O Vila Nova não tem mais chances de subir para a Primeira Divisão do Campeonato Brasileiro, mas pelo menos saiu da penúltima rodada da Série B com uma vitória no mínimo emocionante. No começo da noite deste sábado, o Tigre goiano visitou o Náutico no Arruda e mostrou um bom futebol para abrir o placar, ceder o empate, mas voltar à ficar na frente, vencendo por 2 a 1.

O triunfo manteria os goianos na briga pelo acesso, chegando a 58 pontos, não fosse a combinação de resultados do restante da rodada. Com a vitória do Paraná, que fechou a última vaga no G4, também neste sábado, o sonho alvirrubro de subir caiu por terra. Pela próxima rodada, o time de Goiânia apenas cumpre tabela recebendo o Londrina, no dia 25 de novembro.

O Náutico já entrou em campo nesta tarde sem nenhuma pretensão. Já rebaixado, o Timbu segura a lanterna da Segundona, com 32 pontos, e encerra sua participação no torneio visitando seu companheiro de Z4 Luverdense.

O jogo 

Apesar de estar jogando longe de seus domínios, foi o Vila Nova que começou controlando as ações do jogo. Os goianos criaram as principais chances dos momentos iniciais, mas tiveram problemas na hora de definir as jogadas, desperdiçando-as.

A grande chance do Tigre durante a primeira etapa veio aos 20 minutos, em cobrança de escanteio. O zagueiro Wesley Matos subiu mais alto que todo mundo e lançou um foguete de cabeça, no canto direito de Busatto. Mostrando grande reflexo, o goleiro se esticou todo para fazer a defesa.

Com pouca inspiração ofensiva, mantendo-se firme na defesa, o Náutico conseguiu dar sua resposta instantes antes do intervalo. Aos 46 minutos, Henrique Ávila bateu falta direto para o gol e fez a bola explodir na trave defendida pelo arqueiro Luis Carlos.

No segundo tempo, o Vila manteve a intensidade e conseguiu corrigir o único detalhe que faltou ao longo dos 45 minutos iniciais: a pontaria. Logo aos três minutos, o atacante Jenison recebeu passe açucarado dentro da área e teve tempo de dominar e ajeitar antes de mandar para dentro.

O gol responsável por abrir o placar em Pernambuco acabou sendo muito mais inspirador para os donos da casa, que se seguraram na defesa por um tempo, mas trataram de igualar as coisas. Aos 35 minutos, o meia Bruno Mota, que saído do banco de reservas durante a segunda etapa, recebeu cruzamento e cabeceou com força, garantindo o empate.

Sem se deixar abalar, os goianos foram atrás novamente da vitória e chegaram a ela nos acréscimos. Mais exatamente aos 48 minutos, o meia ex-Corinthians Alan Mineiro converteu uma cobrança de pênalti após Maguinho ter sido derrubado por Aislan dentro da área, garantindo o triunfo aos visitantes.

FICHA TÉCNICA
NÁUTICO 1 X 2 VILA NOVA

Local: Estádio do Arruda, em Recife (PE)
Data: 18 de novembro de 2017, sábado
Hora: 17h30 (de Brasília)
Árbitro: Grazziani Maciel Rocha (CBF-RJ)
Assistentes: João Luiz Coelho de Albuquerque (CBF-RJ) e Wendel de Paiva Gouveia (CBF-RJ)

Cartões amarelos: Fagner e Wallyson (VIL)

GOLS:
Náutico: Jenison, aos três, e Alan Mineiro, aos 48 minutos do segundo tempo
Vila Nova: Bruno Mota, aos 35 minutos do segundo tempo

NÁUTICO: Busatto; Rafael Ribeiro, Aislan, Leo Carioca (Bruno Mota) e Henrique Ávila; Jobson (Amaral), Rafinha e Renan Paulino; Leilson, Iago (Cal Rodrigues) e Gerônimo
Técnico: Roberto Fernandes

VILA NOVA: Luis Carlos; Maguinho, Alemão, Wesley Matos e Gaston Filgueira; Geovane, Fagner, Matheus Anderson, Alan Mineiro e Ruan (Alípio); Jenison
Técnico: Hemerson Maria

Categoria:CAMPEONATO BRASILEIRO 2017

Deixe seu Comentário