BOA ESPORTE VENCE

Apesar de estarem apenas cumprindo tabela na Série B, Boa Esporte e Brasil de Pelotas entraram em campo neste sábado, no Estádio Municipal de Varginha (Melão), para manter a boa fase na competição. Melhor para a equipe mineira, que conseguiu sair vitoriosa no jogo pela placar de 2 a 1.

Com o resultado, o Boa Esporte chegou à sua terceira vitória seguida na Série B, alcançando a nona colocação, com 49 pontos. Já o Brasil de Pelotas, que vinha de três triunfos consecutivos, caiu para a décima posição, com 48 pontos.

As duas equipes voltam a campo pela Série B na próxima semana, para a disputa da 38ª e última rodada. O Brasil de Pelotas recebe o Criciúma, às 20h30(de Brasília) da próxima sexta-feira, no Estádio Bento Freitas. Já o Boa Esporte atuará somente no sábado, às 17h30(de Brasília), quando visita o Paraná, no Durival Britto.

O jogo – A partida teve início com o Boa Esporte pressionando e criando as melhores chances. A primeira veio já aos três minutos, com Rodolfo finalizando muito perto do gol defendido por Marcelo Pitol. A melhor delas, porém, aconteceu aos 17. Após cruzamento de Reis, Igor desviou de cabeça, o goleiro xavante ainda encostou na bola e ela carimbou a trave, não entrando por muito pouco.

Após o início forte do Boa Esporte, o jogo se equilibrou nos minutos seguintes e teve a diminuição no número de chances claras de gol. A melhor delas ainda foi do Brasil de Pelotas. Aos 36, Rafinha arriscou uma bomba de perna esquerda e tirou tinta da trave. As oportunidades, porém, pararam por aí e a partida foi para o intervalo em 0 a 0.

Ao contrário da parte final do primeiro tempo, a segunda etapa se iniciou com ritmo forte, tendo as duas equipes criando boas chances de gol. Aos três, Elivelton recebeu na esquerda pela lado do Boa Esporte e mandou uma bomba à direita do gol. Já aos quatro, foi a vez de Misael responder para o Brasil de Pelotas em chute perigoso por cima da meta.

Com o jogo pegando fogo, o Boa Esporte foi mais efetivo para aproveitar sua chance e abrir o placar. Aos cinco minutos, Reis fez cruzamento para a área e ela chegou em Paulinho. O meia recebeu livre e apenas completou para a rede para colocar os mineiros em vantagem.

Logo após o gol, aos oito, a equipe mineira teve ótima chance para ampliar. Thaciano recebeu lançamento e tocou para trás para Rodolfo. O atacante chegou batendo, mas mandou para fora.

Após perder a chance, o Boa Esporte foi castigado. Aos 13 minutos, Escobar chegou atrasado em Cassiano após cobrança de escanteio e viu o árbitro assinalar a marcação de pênalti. O próprio atacante foi para a cobrança e bateu firme no canto esquerdo para deixar tudo igual no Estádio Melão.

Apesar de conseguir o empate, o Brasil de Pelotas não aproveitou seu bom momento para seguir pressionando. Com isso, foi o Boa Esporte quem teve as melhores chances na sequência da partida.

Aos 26 minutos, Thaciano cabeceou após cruzamento de Reis e exigiu uma excelente defesa de Marcelo Pitol. Já aos 28, o meia novamente teve a chance de marcar o gol, mas desta vez, após giro, acabou mandando para fora, em lance em que estava completamente sozinho.

Depois de perder duas chances, Thaciano teve uma nova oportunidade, mas desta vez não desperdiçou. Aos 36 minutos, o Boa Esporte saiu em contra-ataque rápido, Rodolfo driblou o goleiro e apenas rolou para o meia da equipe mineira, que completou para a rede e recolocou os donos da casa em vantagem.

Nos minutos finais, o jogo ainda teve uma expulsão para cada lado, com Igor levando o cartão vermelho pelo lado do Boa Esporte após parar contra-ataque e João Afonso pelo lado do Brasil de Pelotas depois de chutar a bola em um gandula. As chances, porém, não apareceram, e a equipe mineira garantiu a vitória.

FICHA TÉCNICA
BOA ESPORTE 2×1 BRASIL DE PELOTAS

Local: Estádio Municipal de Varginha (MG)
Data: 18 de novembro de 2017, sábado
Horário: 17h30 (de Brasília)
Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO)
Assistentes: Fabrício Vilarinho da Silva (GO) e Cristhian Passos Sorence (GO)
Público: Não divulgado
Renda: Não divulgado
Cartões Amarelos: Douglas Assis, Caíque e Igor(Boa Esporte); Rafinha e Leandro Leite(Brasil de Pelotas)
Cartões Vermelhos: Igor(Boa Esporte); João Afonso(Brasil de Pelotas)

GOLS:
BOA ESPORTE – Paulinho, aos cinco, e Thaciano, aos 36 minutos do segundo tempo
BRASIL DE PELOTAS – Cassiano, aos 13 minutos do segundo tempo

BOA ESPORTE: Fabrício; Igor, Caíque, Douglas Assis e Elivelton Lima; Escobar(Lucas Hulk), Paulinho(Wesley), Alyson e Thaciano(Radames); Rodolfo e Reis
Técnico: Sidney Moraes

BRASIL DE PELOTAS: Marcelo Pitol; Éder Sciola, Leandro Camilo, Teco e Marlon; Leandro Leite, João Afonso, Rafinha(Calyson); Misael(Juninho), Marcinho e Lincom(Cassiano)
Técnico: Clemer

Categoria:CAMPEONATO BRASILEIRO 2017

Deixe seu Comentário