Domingo, 09 de agosto de 2020, data da abertura da Série A do Campeonato Brasileiro na éra Covid-19, período em que a CBF (Confederação Brasileira de Futebol), preparou rigoroso protocolo de segurança para a realização do Campeonato.

Apesar de todos os cuidados e todas as normas impostas pela entidade máxima do futebol brasileiro a primeira rodada teve um escândalo de grandes proporções com a confirmação de que 10 atletas do Goiás E.C estavam contaminados com o vírus do Covid-19.

Minutos antes do jogo o time esmeraldino entrou com pedido para que o jogo fosse adiado porque na manhã do domingo, dia do jogo, teve a confirmação de que 10 dos seus jogadores estavam contaminados. A diretoria do Goiás, então, correu com pedido junto a CBF e ao STJD para a partida fosse adiada. O jogo estava programado para acontecer no estádio da Serrinha, às 16h00, e com transmissão da Rede Globo de Televisão para o Estado de São Paulo. 

A CBF acatou o pedido de adiamento da partida e a nova data será divulgada em data futura.
O time do São Paulo chegou a entrar em campo mas foi informado pela arbitragem da suspensão do jogo e que jogadores convocados as pressas pelo Goiás não tinham passado pelos testes de Covid-19.

Coletiva Presidente do Goiás, Marcelo Almeida


Do lado do São Paulo FC, segundo o diretor de futebol, Raí, já sabiam desde a manhã do domingo o problema surgido, as diretorias dos clubes conversaram e estavam no aguardo da CBF.
Entrevista com Raí, diretor do São Paulo FC.

Repórter: José Luís de Oliveira

Mais notícias

Deixe seu Comentário